Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao Início

Obra sobre Arthur d’Oliveira Santos vence prémio Villa Portela

Villa portela 1 675 2500
23 Janeiro 2019

A obra “Arthur d’Oliveira Santos. O percurso da vida de um idealista republicano (1884-1955)”, da autoria de José Manuel Dias Poças das Neves, é a vencedora do Prémio Villa Portela, anunciou o júri do concurso.

Conforme refere o júri, a obra vencedora é “uma biografia, inovadora dentro do contexto da investigação histórica sobre a Região de Leiria e o Concelho de Ourém, com rigoroso respeito por todas as metodologias científicas próprias da escrita da História”.

O júri é constituído por Isabel Maria da Graça dos Santos Brás, em representação do Município de Leiria, Fernando Paulo Oliveira Magalhães, em representação do Instituto Politécnico de Leiria, e Saul António Gomes, professor da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, designado pela Câmara Municipal de Leiria.

“O júri entendeu ainda, que o trabalho premiado possui uma relevância e atualidade em termos de impacto social e cultural, contribuindo para o conhecimento e compreensão de um período e problemáticas da maior importância na História da Região de Leiria e de Ourém”, lê-se na ata.

“Abrindo perspetivas novas, muito informadas e documentadas, acerca da vida de um dos protagonistas da República, nesta região, assim como nos acontecimentos de Fátima, em 1917 e anos seguintes, a obra em causa constitui uma visão distanciada e historicamente sólida face às problemáticas abordadas, sendo, ainda, uma investigação aprofundada sobre a vida de Arthur d’Oliveira Santos”, acrescenta o texto.

Nascido em 1884, na então Vila Nova de Ourém, Arthur d’Oliveira Santos era filho de Acácio de Oliveira e de Maria da Conceição Pereira, ambos naturais do concelho. Tendo-se dedicado primeiramente à atividade industrial, veio a ligar-se politicamente ao Partido Republicano Português. Desempenhou, na sua terra natal os cargos de presidente da Câmara Municipal e de administrador do Concelho.

Enquanto jornalista, Arthur de Oliveira Santos interessou-se pelos temas sociais, políticos gerais e, ainda, por temas históricos e etnográficos da Alta Estremadura, tendo fundado e dirigido o “Povo de Ourém”.

Publicou vários artigos sobre problemas sociais e políticos em jornais nacionais e locais, e redigiu trabalhos de caráter histórico e etnográfico.

Foi igualmente fundador e membro da Casa do Concelho de Ourém em Lisboa. Entre 1929 e 1940 foi forçado a exilar-se em Espanha. Faleceu com 71 anos, no dia 27 de junho de 1955.

O júri recomenda a publicação do trabalho premiado, pelo seu interesse público e valor para a história local, regional e nacional.

A promoção da investigação da história local e do património do distrito de Leiria e do concelho de Ourém é o objetivo do Prémio Villa Portela, criado em 2010 por Ricardo Charters d'Azevedo, anterior proprietário da Villa Portela, tendo passado a ser suportado pelo Município em 2018, no âmbito da passagem para a esfera autárquica do edifício Villa Portela.

Este prémio, criado em 2010 por Ricardo Charters d'Azevedo, anterior proprietário da Villa Portela, passou a ser suportado pelo Município no âmbito da passagem para a esfera autárquica do edifício Villa Portela, numa iniciativa em parceria com o CEPAE – Centro do património da Estremadura. A entrega do prémio ocorrerá numa cerimónia a agendar brevemente.

Villa Portela
Composta por uma vasta área ajardinada e por um chalet construído em 1894, inspirado na arquitetura suíça de meados do século XIX, a Villa Portela, enquanto propriedade autossuficiente, constituía, à época, uma espécie de enclave pitoresco nos arredores da cidade de Leiria.

Com o decorrer dos tempos a Villa Portela tornou-se hoje um dos mais emblemáticos imóveis históricos localizados na zona nobre da cidade de Leiria.

Tendo os Leirienses manifestado ao longo dos anos o desejo de usufruir daquele espaço, bem como de garantir a salvaguarda deste tão importante património ambiental e histórico, em 2017, o Município de Leiria veio a adquirir este imóvel de inestimável valor histórico e ambiental no património municipal, com o objetivo de criar e gerir, no coração da cidade, um novo espaço, o qual será designado por Centro d'Artes Villa Portela, aberto ao público e dedicado exclusivamente à arte e à cultura.

Com esta aquisição, o Município de Leiria assumiu também a obrigação de suportar de dois em dois anos o "Prémio Villa Portela", anteriormente instituído por Ricardo Charters d' Azevedo, anterior proprietário da Villa Portela, e cuja terceira edição ocorreu em 2016.

Câmara Municipal de Leiria
Largo da República, 2414-006 Leiria
T 244 839 500
E cmleiria@cm-leiria.pt

Validação
powered by Wiremaze
Compete 1 675 999