Passar para o Conteúdo Principal

Enquadramento histórico

O primeiro núcleo da cidade surge, por razões defensivas, no séc. XII, em plena reconquista do território aos mouros, com a edificação do castelo em 1135 por D. Afonso Henriques.

O crescimento extra-muros deu-se primeiro a norte, no sopé do morro do Castelo, e depois para sul, no vale junto ao rio, em torno da Igreja de S. Martinho.

A 13 de Junho de 1545, Leiria foi elevada a cidade, sendo objeto de dois importantes acontecimentos: a demolição da Igreja de S. Martinho, que deu origem à abertura da Praça de S. Martinho, hoje denominada Rodrigues Lobo e a construção da Sé.

No séc. XVIII são executadas as obras de regularização do leito do rio, que o desviaram 100 metros para sul, permitindo criar o Rossio.

No séc. XIX, destacam-se: a destruição provocada pelas Invasões Francesas; a demolição do palácio dos Vila-Real, que permitiu a abertura, a sul, da Praça Rodrigues Lobo e uma ligação mais franca ao Rossio, bem como a abertura de novos arruamentos para facilitar a circulação.

O Centro Histórico que hoje conhecemos é um legado sobretudo do séc. XIX, já que a maior parte do edificado é dessa altura, embora persista a matriz da malha urbana medieval.

Câmara Municipal de Leiria
Largo da República, 2414-006 Leiria
T 244 839 500
E cmleiria@cm-leiria.pt

Validação
powered by Wiremaze
Compete 1 675 999