Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao Início
Alertas/trânsito
  

Rotas, percursos e teatro de rua já cativaram 4231 pessoas de todo o país

Percursos 1 675 2500
02 Dezembro 2014

Em Leiria, a “Rota dos escritores em Leiria”, a “Rota do Crime do Padre Amaro”, os “Percursos (Re)Conhecer Leiria” , os “Percursos Visite Leiria” e o “Teatro de Rua” cativaram já mais de 4 mil visitantes de todo o país.

Estas iniciativas promovidas pela Câmara Municipal de Leiria são a confirmação de que a memória histórica e cultural de uma região é sempre um atrativo para o público.

Com início em 2012 “A Rota dos Escritores em Leiria” e os “Percursos (Re)Conhecer Leiria” foram as duas primeiras iniciativas a testemunharem esse interesse, com um total de mil e quatrocentos visitantes (666 acompanharam a Rota dos Escritores e 734 os Percursos) .

Com a primeira, o município pretendeu divulgar a vivência na cidade, de Francisco Rodrigues Lobo, Acácio de Paiva, Eça de Queiroz, Afonso Lopes Vieira e Miguel Torga, nomes da literatura nacional que marcaram a sua época.

Estas visitas são guiadas mas, em alternativa, é possível realizar a Rota dos Escritores de Leiria autonomamente através de áudio guias.

Por seu lado, os “Percursos (Re)Conhecer Leiria” iniciaram um conjunto de visitas temáticas, dando a conhecer o património cultural e natural de Leiria, através do seu contexto, interpretação, reabilitação e preservação.

Com os Percursos Visite Leiria, que começaram este ano, desafia-se a população a conhecer o concelho de Leiria e a sua história. Percursos como "Núcleo Antigo das Cortes", "Judiaria de Leiria", “Abrigo do Lagar Velho e Vale do Lapedo”, “Praia do Pedrógão”, “Sé de Leiria” e “Santuário de Nossa Senhora da Encarnação” alcançaram um total de 534 visitantes.

As referências a Leiria na obra O Crime do Padre Amaro, da autoria de Eça de Queiroz, levaram a Câmara Municipal a criar, em 2013, uma rota histórica e literária “Rota do Crime do Padre Amaro” que percorre a zona histórica da cidade.

Durante cerca de uma hora, os participantes são convidadas a fazer uma viagem ao passado, com paragens nos pontos citados no livro, que retrata "o meio beato de Leiria" de finais do séc. XIX. Esta iniciativa contou até agora com 1616 participantes.

Com a exposição de 13 telas de grande dimensão, da artista Sílvia Patrício, em pontos-chave do Centro Histórico, a “Rota do Crime do Padre Amaro” ganhou uma nova dinâmica, dado que esta exposição respeitou o percurso efetuado pelos visitantes e sintetizou a visão da artista sobre esta Obra da literatura portuguesa: a infância de Amaro, a paixão e a tragédia.

A peça de teatro "A Rota de um Crime", adaptação de "O Crime do Padre Amaro", de Eça de Queiroz, realizada pelo Grupo Leirena Teatro, percorre as ruas do centro histórico e transporta o público para o enredo daquele que é considerado o primeiro romance realista da história da literatura portuguesa. Esta peça de rua que teve inicio este ano foi já acompanhada por 681 pessoas.

Câmara Municipal de Leiria
Largo da República, 2414-006 Leiria
T 244 839 500
E cmleiria@cm-leiria.pt

Validação
powered by Wiremaze
compete