Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao Início

Município promove limpeza e valorização do Rio Lis na zona urbana

Rioo 1 675 2500
18 Junho 2019

A frente Ribeirinha do Rio Lis, ao longo da zona urbana, vai ser alvo de um processo de limpeza e valorização, com um conjunto de intervenções que se vão prolongar nos próximos meses.

A intervenção teve início esta segunda-feira com ações prioritárias entre a Ponte Hintze Ribeiro e o Açude da Fonte Quente, com vista ao fecho do mesmo.

As intervenções previstas implicam um investimento que ronda os 12.000 euros, sendo que o plano de trabalhos contemplou o sistema semi-natural que atravessa a cidade e que carece de controlo de espécies invasoras lenhosas e de plantas aquáticas, situações que requerem intervenções plurianuais. Outra necessidade é a remoção de material sedimentar que se acumula em locais indesejados obstruindo o normal fluir do rio.

Para além destes exemplos, existem outras situações que carecem de intervenções regulares, como a remoção de troncos e de ramos presentes no leito bem como a remoção de resíduos. Também serão removidas as árvores mortas presentes nas margens e feita poda de regeneração ou cortes de formação nos exemplares que o careçam e na altura do ano adequada.

O fecho do açude da Fonte Quente não será persistente no Verão isto face a necessidades ecológicas que aqui existem, uma vez que originaria uma redução da velocidade da água e propiciaria a manutenção da sua temperatura, condições que, aliadas à falta de ensombramento em vários locais, são ideais ao rápido crescimento das plantas aquáticas.

Só a abertura do açude quebra a estagnação da água permitindo também a normal deslocação e migração de peixes.

Relativamente às plantas aquáticas presentes no leito, torna-se imprescindível controlar a densidade já existente, embora a sua remoção não seja total, pois estas assumem um importante papel ecológico, por exemplo constituindo refúgio para espécies piscícolas mas também devido à sua ação depuradora da água.

Foi precisamente por aqui que se começou a operação, intervindo-se na zona central e preservando-se zonas de margens onde está a acontecer desova de peixes e abrigo de ninhadas de pato-real, por exemplo. A intervenção iniciada esta segunda-feira será breve mas, conforme referido, terá sequência a informar oportunamente.

Câmara Municipal de Leiria
Largo da República, 2414-006 Leiria
T 244 839 500
E cmleiria@cm-leiria.pt

Validação
powered by Wiremaze
compete