Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao Início
Alertas/trânsito
  

Proteção Civil analisa presente e futuro da COVID-19 na região

223 1 675 2500
12 Outubro 2020

O Município de Leiria foi o palco de uma reunião da Comissão Distrital da Proteção Civil, onde, na passada sexta-feira, foi feito um ponto de situação do impacto da COVID-19 na região, bem como a articulação entre as diferentes entidades na área de influência do Centro Hospitalar de Leiria (CHL).

A principal preocupação manifestada foi a pressão colocada sobre todos os serviços, principalmente os de saúde, em resultado do aumento do número de casos registados na região, algo que já era expectável tendo em conta as medidas de desconfinamento, como o regresso às aulas.

Para o Presidente da Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria (CIMRL), Gonçalo Lopes, a tendência vai-se manter e, por isso, é preciso antecipar a curto prazo, tendo como experiência o início da pandemia em março.

"Nós temos uma vantagem, porque os restantes países europeus servem de referência para o que aí vem", à semelhança do que aconteceu no início do ano, defendeu o autarca.

Os representantes municipais da zona de intervenção do CHL apresentaram o respetivo ponto de situação e falaram do plano de medidas a implementar, como por exemplo a definição de diversos pontos nas freguesias do concelho de Alcobaça no âmbito da vacinação da gripe aos mais idosos.

No encontro, foi ainda abordado e analisado o Plano da Saúde Outono-Inverno 2020-21, elaborado pela Direção-Geral de Saúde, assim como a coordenação entre as diversas entidades, principalmente entre centros de saúde e o CHL, que manifestou a sua preocupação perante o aumento do número de pessoas que procuram o serviço de urgências com a chegada do tempo mais fresco.

Também o Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) do Pinhal Litoral defendeu a necessidade de se preparar uma melhor resposta, estando a implementar medidas para um atendimento mais rápido e eficaz aos utentes, nomeadamente a criação de uma página no Facebook e de ações exclusivas aos cuidados respiratórios.

Apesar de a maior parte dos surtos se registar nas comunidades, os lares continuam a ser alvo de particular atenção, tendo o Centro Distrital de Segurança Social previsto um plano de formação às equipas técnicas e estando já criada a Equipa de Intervenção Rápida, composta por 22 elementos e que terá o apoio do Instituto Politécnico de Leiria.

Estiveram presentes na reunião representantes dos municípios de Leiria, Alcobaça, Ourém, Pombal, Porto de Mós e de Pombal, do CHL, ACES do Pinhal Litoral, Centro Distrital de Segurança Social, PSP, GNR e do Comando Distrital de Proteção Civil.

Câmara Municipal de Leiria
Largo da República, 2414-006 Leiria
T 244 839 500
E cmleiria@cm-leiria.pt

Validação
powered by Wiremaze
compete