Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao Início
Links rápidos

Exposição sobre a “Arte que o Côa Guarda” em Santa Eufémia

08 Julho 2010

 

Apostando numa estratégia de descentralização cultural e com o intuito de aproximar as populações da sua identidade histórica, o Município de Leiria leva até Santa Eufémia, local de elevado interesse mundial a nível arqueológico, a exposição "A Arte que o Côa Guarda".

Esta exposição será inaugurada no próximo dia 16 de Julho, pelas 20 horas, na sede daquela Junta de Freguesia, ficando patente ao público nos meses de Julho e Agosto, com o seguinte horário: Segundas a Sextas - das 9 às 13 horas e das 14 às 17 horas; Sábados, Domingos e Feriados - das 10 às 13 horas e das 14 às 18 horas.

"A Arte que o Côa Guarda", exposição itinerante, foi desenvolvida numa parceria entre o Município da Guarda e o Parque Arqueológico do Vale do Côa, e tem sido um importante meio de divulgação da arte rupestre do Vale do Côa e do seu património arqueológico. Esta exposição recria, a partir de dados arqueológicos, um acampamento paleolítico, e integra réplicas e fotografias da arte rupestre.

Inaugurada na Guarda em 2007, esta exposição passou por Braga, Sabugal, Freixo de Numão, Celorico da Beira, Trancoso, Miranda do Corvo, Pinhel e Figueira da Foz, tendo sido visitada por mais de 17 mil pessoas. No seu âmbito, 6 mil crianças participaram em oficinas de descoberta da arqueologia e da vida no Paleolítico Superior no Vale do Côa. 

A entrada é livre e para mais informações contactar a Câmara Municipal de Leiria através do email div.cultura@cm-leiria.pt ou do telefone 244 839 661, ou a Junta de Freguesia de Santa Eufémia, pelo telefone 244 801 052.

No dia 16 de Julho e numa perspectiva de abordar a temática da (Pré) história que aproxima o Vale do Côa e o Vale do Lapedo, decorrerá pelas 18 horas uma visita guiada ao Centro de Interpretação do Abrigo do Lagar Velho e ao sítio arqueológico, para além de um percurso pelo Vale, interpretado pelo Geo-arqueólogo Diego Angelucci, pelo Arqueólogo Francisco Almeida e pela Conservadora-Restauradora do Município Anabela Carvalho.

Com estas visitas, com início no Centro de Interpretação, pretende-se realizar uma viagem através do tempo e do espaço, desde a formação do Vale às vivências dos grupos humanos que o habitaram ao longo dos milénios.

A entrada é livre e para mais informações os interessados deverão contactar a Divisão de Museus da autarquia, através do email div.museus@cm-leiria.pt ou do telefone 244 839 661.

O Vale do Lapedo, na freguesia de Santa Eufémia, é um dos vales cársicos de Leiria, onde a alternância entre calcários e margas possibilitou a formação de abrigos naturais, nomeadamente o Abrigo do Lagar Velho, através da erosão diferencial das linhas de água.

As campanhas de investigação realizadas neste abrigo desde 1998, permitiram a descoberta de vestígios arqueológicos de valor inquestionável, concretamente o Menino do Lapedo, que veio trazer novos dados para a discussão acerca da convivência entre o Homem de Neandertal e o Homem Moderno.

Leiria, 8 de Julho de 2010

Câmara Municipal de Leiria
Largo da República, 2414-006 Leiria
T 244 839 500
E cmleiria@cm-leiria.pt

Validação
powered by Wiremaze
image title