Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao Início
Alertas/trânsito
  
Links rápidos

Teatro José Lúcio da Silva foi palco de apresentação de catálogo e sítio da CultRede

01 Fevereiro 2010

Decorreu no passado dia 29 de Janeiro, no Teatro José Lúcio da Silva, a cerimónia pública de apresentação da CultRede, que integrou a mostra do catálogo de espectáculos para o ano em curso e o sítio daquela rede cultural (www.cultrede.com).

Na mesa estiveram presentes Vítor Martelo, director executivo e de programação da CultRede, entidade que criou a CultRede, Raul Castro, Presidente da Câmara Municipal de Leiria, Paiva de Carvalho, Governador Civil do Distrito de Leiria e António Pedro Pita, Director Regional de Cultura do Centro, em representação da Ministra da Cultura.

Na sua intervenção Vítor Martelo efectuou uma breve apresentação da CultRede, que nasceu em 2006 pela mão da CultIdeias e do Município de Leiria. Elencou como principais objectivos desta rede de programação informal "descentralizar, diversificar e qualificar a oferta cultural". Referiu ainda que até à presente data já se realizaram 544 espectáculos e outras actividades, a que assistira, 38 mil espectadores, dos quais 9 mil eram crianças. Para este responsável "esta aposta nas crianças é fundamental dado que "um dos pilares da CultRede é a aposta na captação, formação e fidelização de novos públicos".
Para Vítor Martelo uma das mais valias da CultRede é "a apresentação de espectáculos para novos públicos e públicos novos".

António Pedro Pita começou por afirmar que "o projecto CultRede interessa à orientação política do Ministério da Cultura". Para aquele responsável, volvidos dez anos está numa fase final o ciclo de construção de equipamentos culturais, nomeadamente teatros, cineteatros, museus e bibliotecas que deram corpo a um novo mapa daqueles equipamentos.

Para o Director Regional de Cultura do Centro, é fundamental que se equacione um determinado território cultural "não como um conjunto de equipamentos ou propostas culturais, mas como um efectivo território cultural, integrando-os no ordenamento cultural do território". Para este responsável uma das grandes apostas nacionais é a programação, devendo esta, em cada região, apostar numa linha que contenha singularidade. Neste âmbito, o QREN – Quadro de Referência Estratégica Nacional, previu uma linha de financiamento para apoiar a programação em rede, sendo as autarquias parceiros fundamentais.

António Pedro Pita definiu a CultRede com "o ponto de partida para uma bela e indispensável aventura, que reúne vários parceiros, empenhados numa rede que potencia propostas individuais num calendário para um mapa mais alargado".

Raul Castro, Presidente da Câmara Municipal de Leiria, deu as boas vindas a todos os presentes, tendo destacado a importância da CultRede, como um exemplo para o futuro, através da criação de sinergias. Para o autarca, este projecto representa "a acção de um conjunto de autarquias que assumiram esta parceria com o objectivo de proporcionar mais vida cultural às populações".

No final da cerimónia actuaram os músicos António Eustáquio, ao guitolão, o mais recente cordofone português e Carlos Barreto no contrabaixo.

Leiria, 1 de Fevereiro de 2010

Câmara Municipal de Leiria
Largo da República, 2414-006 Leiria
T 244 839 500
E cmleiria@cm-leiria.pt

Validação
powered by Wiremaze
compete