Passar para o Conteúdo Principal
Voltar ao Início
Links rápidos

Protocolo assegura recuperação do Monumento à Mulher do Combatente



Teve lugar hoje, dia 11 de Novembro, no Centro de Interpretação Ambiental, a cerimónia de assinatura do Protocolo para a Recuperação e Manutenção do Monumento de Homenagem à Mulher do Combatente, que contou com a presença de Marcos Perestrello, Secretário de Estado da Defesa Nacional e dos Assuntos do Mar.

Numa sala repleta de convidados militares e civis, Raul Castro, Presidente da Autarquia, agradeceu a presença de todos, destacando o seu reconhecimento ao Secretário de Estado da Defesa e dos Assuntos do Mar pela sua presença nesta cerimónia. Para o Autarca, com o actual Protocolo é dado um primeiro passo para a dignificação deste monumento que se encontrava "escondido" e degradado na Almuinha Grande. "Vamos restituir a dignidade a este Monumento, que perpetua o contributo e o papel inestimável das mulheres dos antigos combatentes da Guerra Colonial" e que "personifica valores supremos como a família e o respeito".

Para José Arruda, Presidente da Associação dos Deficientes das Forças Armadas, este é um momento que tocou muito fundo os combatentes. Referindo que, a ditadura, esteve de costas voltadas para a História, o Presidente da Associação dos Deficientes das Forças Armadas, mencionou esta iniciativa como muito significativa para aqueles que serviram Portugal e que nunca esqueceram as suas mães, esposas, companheiras e madrinhas de guerra.

O Presidente da Liga dos Combatentes, Tenente General Chito Rodrigues, referiu que com este acto simbólico é demonstrada publicamente pelas entidades envolvidas, a sua sensibilidade em relação às mulheres que na condição de avós, mães, esposas e filhas de combatentes, merecem que seja atribuída a devida dignidade ao Monumento à Mulher do Combatente. Terminou a sua intervenção com a leitura de dois poemas alusivos a esta temática.

O Secretário de Estado Marcos Perestrello agradeceu à Câmara Municipal de Leiria na pessoa do seu actual presidente, a colaboração e o esforço feito para podermos chegar a este momento e podermos assegurar a manutenção futura do monumento, com a dignidade que ele merece. "Portugal não pode deixar de estar grato a quem combateu com a farda das suas Forças Armadas, sofrendo e fazendo sofrer as suas famílias." Para o governante "Este monumento é uma homenagem às famílias dos militares portugueses, em particular às suas mulheres e companheiras. É um monumento de um País que tem memória e que não esquece quem sofreu as agruras da guerra, quer na frente de combate, quer em casa. É um monumento, enfim, que nos engrandece a todos como comunidade e cuja construção não pode deixar de merecer o apoio de todos."

No final da cerimónia, o Protocolo para a Recuperação e Manutenção do Monumento de Homenagem à Mulher do Combatente foi assinado pelo Presidente da Câmara Municipal de Leiria, pelo Secretário de Estado da Defesa Nacional e dos Assuntos do Mar, pelo Presidente da Liga dos Combatentes e pelo Presidente da Associação de Deficientes das Forças Armadas.

Leiria, 11 de Novembro de 2010

Câmara Municipal de Leiria
Largo da República, 2414-006 Leiria
T 244 839 500
E cmleiria@cm-leiria.pt

Validação
powered by Wiremaze
image title