Passar para o Conteúdo Principal
Links rápidos

Afonso Lopes Vieira

 

Afonso Lopes Vieira nasceu em 26 de janeiro de 1878, em Leiria e faleceu em 25 de janeiro de 1946, em Lisboa. A sua infância foi vivida em Leiria, e já em idade escolar foi viver para Lisboa. Formado em Direito pela Universi- dade de Coimbra, foi relator da Câmara dos Deputados. Com a publicação do livro Para Quê? (1897) faz a sua estreia poética, iniciando um período de intensa activida- de literária — Ar Livre (1906), O Pão e as Rosas (1908), Canções do Vento e do Sol (1911), Poesias sobre as Cenas Infantis de Shumann (1915), Ilhas de Bruma (1917), País Lilás, Desterro Azul (1922), Versos de Afonso Lopes Vieira (1927), e Onde a terra se acaba e o mar começa (1940). Dedicou-se também à literatura infantil, de que são exemplos mais marcantes “Amigos nossos amigos”, “Bartolomeu Marinheiro” e “Canto Infantil”. O poeta e escritor é um exemplo de promoção dos valores artísticos e culturais nacionais. Afonso Lopes Vieira demarcou-se da ditadura ao escrever o texto Éclogas de Agora (1935), uma edição de autor que distribuiu aos amigos próximos.

Câmara Municipal de Leiria
Largo da República, 2414-006 Leiria
T 244 839 500
E cmleiria@cm-leiria.pt

Validação
powered by Wiremaze
Compete 1 675 999